Como a internet vai mudar o atual modelo do sistema de ensino

Imagine sempre que você estudar, ao final ou durante o estudo fosse escrevendo um post com os melhores vídeos, slides, podcasts e artigos que encontrasse. Juntasse isto tudo e fizesse um post seu, com suas palavras, ou vários. Ao final de 5 anos, se o material desenvolvido fosse realmente de qualidade, não tenho dúvida alguma, você seria uma pessoa auto sustentável!

Digo isto com base na minha experiência de 2 anos com blogs. Quando comecei NÃO SABIA NADA! Fui  simplesmente escrevendo sem me preocupar muito com coisas técnicas, até que um dia meu site começou a fazer sucesso, mais de mil pessoas por dia o frequentavam e sempre deixavam comentários. Nessa altura já estava estudando mais a fundo como ganhar dinheiro com esta audiência e tive a péssima ideia de mudar o nome do site, foi aí que meus problemas começaram. Hoje, rumo a mesma audiência que tinha antigamente, com um conhecimento técnico que fui obrigado a aprender para voltar a ser um site reconhecido pelo google, e já tendo sido agraciado duas vezes com mais de 200 dólares, posso dizer, sou completamente capaz de ajudar você a ganhar dinheiro na internet!

Migrei todo o conteúdo do culturalivre.com de volta para o diegolopes.com.br e fiz do Cultura Livre, uma rede de blogs que crescerá sobre minha supervisão. Os primeiros blogs serão feitos em parceria com uma escola, estou pensando em pegar da quinta a oitava e abrir blogs para todos os alunos. Isto seria feito em parceria com a escola de modo que alguns trabalhos e até provas já seriam pensadas em termos multimídia para poderem ser publicadas no site do garoto. Afinal, quem fez a prova e os trabalhos foi o garoto, nada mais justo que deixar ele ganhar dinheiro o resto da vida com isto. Isto iria incitá-los a fazer alguma coisa de maior qualidade, lembre-se trabalho mal feito menos dinheiro.

Os sites de maior audiência irão ser recompensados de alguma forma mensalmente. E 80% do rendimento do blog será do aluno e 20% ficarão para minha empresa 🙂