O Ministério da Educação pede permissão para usar os vídeos do portal Cultura Livre

Cultura Livre Já
Cultura Livre Já

Imaginem qual não foi minha surpresa, quando abri a caixa de entrada do meu gmail e vi um pedido de permissão do MEC para usar alguns vídeos que enviei pro Youtube num projeto deles. É muito gratificante ver meu trabalho reconhecido por um órgão do governo, mas ao mesmo tempo é triste saber que o projeto já nasceu cheio de falhas causadas por excesso de burocracia e falta de conhecimento técnico.

As falhas causadas pelo excesso de burocracia são:

Pra que pedir permissão para usar algo que já é de domínio público? Todos os vídeo que estão no youtube qualquer um pode usar, este é um dos termos de quando se envia um vídeo pra lá. Tudo bem que os vídeos que enviei não foram feitos por mim, eram do Telecurso 2000, então porque não pedir diretamente ao pessoal do Telecurso? Será que nem ver os vídeos eles viram?

Falhas causadas por falta de conhecimento técnico:

Porque pedir permissão para usar apenas alguns vídeos que enviei e não minhas listas de reprodução inteiras? Os vídeos das minhas listas de reprodução foram cuidadosamente selecionados e foi com elas que passei no vestibular. Pra que criar um portal para destribuir conteúdo quando já existem vários? É um gasto a mais que poderia ser aplicado para ensinar as pessoas a usarem o que já existe! E se já existe, porque o site não foi feito em cima de uma plataforma livre como o WordPress, que é o que eu uso por exemplo!? Usando o wordpress é possível puxar uma lista de reprodução inteira para dentro do site sem gastar com servidores, apenas usando a API do youtube, que é um recurso que nos permite usar todo o banco de dados de um serviço sem pagar nada por isto.

É por estas e outras coisas que mesmo quando acontece uma coisa boa em relação ao governo Brasileiro, a gente não sabe se ri ou se chora. É duro saber que mesmo andando pra frente ainda estamos muito atrás!

Mas, pra quem quiser ler, o email está logo abaixo. Tchau!

“Vídeos para o Ministério da Educação (MEC) YouTube

Prezado(a) Senhor(a) responsável pelo perfil: diegpl,

O Ministério da Educação (MEC) está desenvolvendo o Banco Internacional de Objetos Educacionais (BIOE) http://objetoseducacionais.mec.gov.br. Tal Banco é um repositório de recursos educacionais digitais como vídeos, jogos educacionais, animações, simulações, imagens, mapas interativos, entre outros. Todos os objetos são de acesso público.
Os conteúdos dos materiais atenderão à educação básica, profissionalizante e superior, nas diversas áreas do conhecimento, com uma perspectiva de inclusão digital e socialização do saber.

Essa iniciativa do MEC integra-se às políticas da Rede Latinoamericana de Portais Educacionais (RELPE), conta com o apoio da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e a parceria do Ministério de Ciência e Tecnologia.

Atualmente, o BIOE possui 6.350 recursos disponíveis para download, acessados por mais de 100 países, somando aproximadamente 300.000 visitas ao site nos últimos meses.

Além do BIOE, o MEC desenvolve o Portal do Professor http://portaldoprofessor.mec.gov.br/ para promover o uso da tecnologia nas escolas brasileiras. Os recursos do BIOE em língua portuguesa podem ser acessados diretamente no Portal do Professor nas sugestões de aulas.

Estamos realizando buscas no YouTube e encontramos o seu perfil, que muito nos chamou a atenção. Verificamos que há 5 vídeos de cunho educacional vinculados aos seus trabalhos. Por já estarem disponíveis para o acesso público, gostaríamos de solicitar a sua autorização expressa para publicarmos os que sejam relevantes para o BIOE.

Recebendo a sua autorização, avaliaremos os vídeos que possui. Estamos selecionando objetos para serem utilizados em sala de aula, em todos os níveis de ensino e em todas as áreas do conhecimento. Outros requisitos técnicos precisam ser avaliados, como tamanho, formato, linguagem, facilidades de acesso. O comitê avaliador instituído para este fim é formado por professores da Universidade de Brasília UnB.

Desta forma, para que seja possível a avaliação de um recurso educacional, e para que o mesmo possa ser publicado no BIOE, é necessária a prévia autorização expressa do(s) detentor(es) dos direitos autorais referentes a tal recurso. Logo, não é possível a continuidade do processo de inclusão no BIOE em caso de proibição ou omissão de resposta.

Caso os vídeos sejam de outros autores, será necessária a autorização desses também para avaliarmos e publicarmos os materiais.

Caso o(a) senhor(a) deseje contribuir para o nosso projeto, pedimos que o senhor entre em contato conosco através do nosso e-mail: doc.recursosdigitais@gmail.com.

Contamos com a sua colaboração para o projeto, seja autorizando caso seja o detentor dos direitos autorais ou solicitando a autorização junto aos seus pares.

Atenciosamente,

Veruska Costa
Coordenadora de Localização, Seleção e Negociação de Direitos Autorais.
Banco Internacional de Objetos Educacionais Digitais MEC”

Publicado por

Diego Lopes

Graduado em admnistração pela UFV, atua na como coordenador de projetos web há mais de dez anos. Já trabalhou em 3 empresas no Vale do Silício e gerenciou mais de 1 milhão no Google Adwords e 100 mil dólares no Facebook.

5 comentários sobre “O Ministério da Educação pede permissão para usar os vídeos do portal Cultura Livre”

  1. Para variar o Diego vem falando mais um monte de besteiras. De todas as afirmações pouquissimas estão corretas.
    Anjo, pelo amor de Deus, vá estudar antes de ficar falando besteiras assim!

    É por essas e outra que o Brasil está cheio de analfabetos que estudaram!!!

  2. “Tenho quase todas os certificados de softwares da ADOBE”.
    Hahahahahahaah

    Certificado da ADOBE, isso vale algo? Que porcaria hein?
    Vai aprender a programar, e para de enrolar

  3. Diego,
    Surfando na web cheguei aqui no cultura livre, seu trabalho é muito bacana, parabens!
    Já o adicionei na minha lista de favoritos. Valeu.
    Rui, RJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *