Pensamento administrativo na Era Industrial Neoclássica – 1950/1990

Era Industrial Neoclássica
Tio San ganha dinheiro com a reconstrução da Europa no pós segunda guerra mundial

Características da época, segundo o acadêmico Chiavenato

  • Desenvolvimento industrial
  • Aumento da mudança
  • Fim da previsibilidade
  • Inovação

Estudos acadêmicos da época, segundo o acadêmico Chiavenato

  • Teoria neoclássica, ênfase na estrutura – Peter Drucker e Harold Koonz
    httpv://www.youtube.com/watch?v=h7fzp-BedOA
  • Teoria estruturalista, ênfase na estrutura – A. Etzioni e Richard Hall
    httpv://www.youtube.com/watch?v=hdNXNsifjsE
  • Teoria comportamental, ênfase nas pessoas – Hebert Simon e D. McGregor
  • Teoria de sistemas, ênfase no ambiente e tecnologia – F. E. Kast e A. K. Rice
  • Teoria da contingência, ênfase do ambiente e tecnologia – P. R. Lawrence e Jay W, Lorsch

Basicamente, percebe-se quase as mesmas inquietações da era industrial clássica, porém a burocracia agora, entenda-se organização, tem um ambiente de trabalho mais bem estruturado pelos pensadores e administradores anteriores, além de ter na tecnologia, seu principal aliado para um novo desenvolvimento industrial, baseado em experiências anteriores.

Os avanços tecnológicos aliados aos investimentos pós guerra, dão uma nova cara às teorias administrativas. Com a população mundial indignada com horrores da guerra o ser humano ganha um lugar de destaque até mesmo dentre as teorias estruturalistas, que se opõe a às teorias clássicas que viam o ser humano quase como uma máquina. Além disso, a sociedade passou a ser vista no contexto da empresa, tudo que rege os empregados agora é levado em conta, se um empregado está mal pessoalmente, agora é uma preocupação da empresa, até mesmo em termos produtivos. Por isto, a maioria das empresas agora, passam a ter um novo setor, o de recursos humanos, que se incumbe de contratar e preservar seu principal ativo: os próprios trabalhadores.

Apesar dos funcionários passarem a ser vistos com outros olhos a preocupação deles saberem lidar com as novas tecnologias da época é evidente, por isto, é o saber tecnológico que define quem deve ser contratado ou não. E assim tem continuidade a principal característica global, e que define a escência humana: estar em constante aperfeiçoamento.

Publicado por

Diego Lopes

Graduado em admnistração pela UFV, atua na como coordenador de projetos web há mais de dez anos. Já trabalhou em 3 empresas no Vale do Silício e gerenciou mais de 1 milhão no Google Adwords e 100 mil dólares no Facebook.

2 comentários sobre “Pensamento administrativo na Era Industrial Neoclássica – 1950/1990”

  1. Diego, dorei essa aula de Teoria neoclássica, ênfase na estrutura — Peter Drucker e Harold Koonz. E ótima! Com certeza, vou aproveitar mais e mais o site culturalivre.
    Um abração, Lúcia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *