Chega de “quintão”, este assunto agora é com o TCU!

(Deixei de assinar muita coisa aí para trás e aí os colaboradores pensavam que o Post era do Diegolopes. De agora em diante passo a assinar com a rubrica Jass.)

-Chega de “quintão” ( a inicial minúscula é de propósito), este assunto agora é com o TC e com a PF. O TC vai querer a contabilidade da PMIpatinga nos quatro anos, fechadinha. Se ninguém viu como, nem em que, toda a dinheirama foi “aplicada”, vai ser difícil! A PF vai querer saber onde a dinheirama está “aplicada”. O jornal Estado de Minas já andou apontando um lugar chamado Nova York. Parece que o filho que diz ter estudado nos EUA(… e a mídia investigativa andou publicando que estudo passou longe, que o diploma que ele trouxe é frio) andou aprendendo bem “otras cositas”. E, aí vem a lembrança daquela enorme gafe e a consequente pergunta que não quer calar: “Como alguém que tem o privilégio de fazer um curso superior nos EUA desconhece os fundamentos básicos da história da ditadura militar no Brasil? Um fato recente, que os próprios pais fazem questão de lembrar e explicar para os filhos, um fato tão monstruoso que os pais querem exorcizar e querem previnir aos seus filhos de que nunca permitam que aquilo se repita em nosso país. Como um deputado federal, que não teve a infelicidade de ser vítima dos “anos de chumbo”, não foi fazer uma pesquisazinha básica na biblioteca da Câmara Federal ou do Senado? Ou não digitou duas palavras básicas em qualquer “site de busca”: ditadura militar? ( a resposta básica seria: “…era gente fardada ‘cuidando’ de prender, torturar, matar, exilar, gente vestida de civil”), ou ainda, por que não aproveitou aquelas longas horas de ociosidade tão comuns aos políticos brasileiros, intervalo para o cafezinho, paralização para isso e para aquilo, o tempo na barbearia da Câmara, no Médico da Câmara, no clube da Câmara, no sítio da Cãmara, no avião da Câmara, ufa! Enfim em todo aquele infinito tempo ocioso que só os políticos têm, enquanto os pobres mortais trabalham para pagar os infinitos impostos que eles produzem para eles mandarem para os “paraísos fiscais”; por que nessas horas ele não puxou um papo com um dos colegas da ociosidade, daqueles que viveram no tempo da ditadura militar, e perguntou a eles:”Ô fulano o que foi mesmo essa tal de ditadura militar? Não me olhe com essa cara, é que eu era uma criancinha e não me lembro de nada e quero saber o testemunho de alguém de confiança como você”. Pronto, sem precisar ir à biblioteca, sem precisar respirar o pó dos jornais da época, sem precisar ir à livraria, sem precisar digitar duas palavras no “Google”, ali mesmo, de sopetão, na confortável poltrona do avião, na confortável cadeira da barbearia, no confortável mesanino do restaurante do clube de golf. Sem precisar gastar sequer uma mísera Kcal, ele poderia ter economizado milhões de neurônios (e, pensando bem nem precisava gastar os neurônios tão preciosos dos colegas, poderia aprender muito mais ainda e gastando os pobres neurônios de “gente como a gente”, um destes: barbeiro, garçom, engraxate, médico, alfaiate, aeromoça, motoristas, secretárias, podóloga, sauneiro, centenas de “auxiliares de serviços gerais”, mendigos/se ele já tiver visto algum ou acreditar que eles existem/), qualquer um destes(porque quem é “cuidado” ou “cuida” dessa gente, sabe que eles sabem) lhe daria uma lição sobre aquele periodozinho básico da história do Brasil e o teria poupado daquele vexame hitórico e, com certeza, teria perdido de menos um pouquinho. Mas, “gente que não cuida” de estudar e fica fazendo gazeta para aprender tudo sobre paraíso fiscal, como o papai mandou, acaba sendo reprovado pela “Gente que cuida” de por o voto nas urnas. Gente que “cuida” de dizer não para gente que não sabe “cuidar de gente”.

É gente, não teve jeito acabei ficando no assunto que teima em não sair da nossa memória. E ainda dizem que brasileiro não tem memória!

– Vídeo em que Leonardo Quintão é questionado sobre o depoimento que deu ao Jornal “O Tempo”. Presos políticos da ditadura sendo comparados a presos comuns.

[youtube]http://br.youtube.com/watch?v=JxFBBS6QWg8[/youtube]

– Vídeo em que Leonardo Quintão é questionado a respeito de seu “diploma”.

[youtube]http://br.youtube.com/watch?v=h_fFpDB89G0[/youtube]

2 comentários sobre “Chega de “quintão”, este assunto agora é com o TCU!”

  1. Deus é Justo. Tudo que o homem plantar êle também ceifará.
    Mesmo que isso nos pareça demorado, mas será no tempo de Deus.
    Um abração Diego! Estou feliz em contar com os seus serviços novamente.
    Um abraço, Lúcia

  2. Ei Lúcia, é bom estar de volta também. Eu estava trabalhando para um empresário aí, então não estava tendo tempo para nada. Depois que fiz boa parte do serviço o sujeito me demitiu, estou contando com que ele ceife coisa ruim então rsrs
    Mas já estou trabalhando para o concorrente, ele está prometendo que se der tudo certo me ajuda a montar minha empresa, vamos ver. Em breve devo publicar alguma coisa sobre isso aqui, sem citar nomes é claro, a gente nunca sabe o dia de amanhã né…
    Por enquanto estou apenas postando algumas coisas no blog, já consigo uma média de 5 dólares por dia 😀

    grd abço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *