CHICO Delfino ou Sebastião QUINTÃO?

Qual deles você deseja ver como Prefeito de Ipatinga nos próximos quatro anos?

O primeiro, Chico Ferramenta, foi o mais votado, milhares de votos a mais, ganhou a eleição, foi diplomado, carregado nos ombros dos seus cabos eleitorais, comemorado com baile e em grande aglomeração em parque público, buzinaços e fogos de artifício. Lutou, feericamente, contra e pelo poder. Queria ser Prefeito pela 4ª vez. Foi, magistralmente, eleito. Ganhou o diploma mas perdeu a posse.

O segundo, Sebastião Quintão, perdeu a reeleição. Uma campanha fria. Sustentada por uma derrama de dinheiro. Sob uma chuva de acusações de corrupção. Com o título, já emitido pelo povo, de Pior Prefeito da História de Ipatinga. Um típico estereótipo de coronel rural de chapéu na cabeça em tempo integral. Um homem que não sabe ou não quer saber o que é “Estado Laico”. Pastor e Político dependendo da conveniência.

Estes são os dois protagonistas da novela política que se enreda em Ipatinga há três meses. Desde o dia seguinte à eleição em 05/10/2008. Algo bem parecido com a novela “A Favorita” da Rede Globo. Com a diferença fundamental de que os ipatinguenses sabem que a novela da TV finaliza daqui a poucos dias e que  não passa de uma ficção. Já a novela política de Ipatinga é real, deveria ter tido um FIM na última cena, a “Posse” do Prefeito eleito (ops!) no dia 1º/01/2009. Mas, uma falha do “Script” (leia-se: “Leis Eleitorais Brasileiras”) e fraqueza da “Direção” (leia-se: “Judiciário Brasileiro”) deixou os espectadores ipatinguenses com a sensação de que assistiram um FIM mal finalizado. Aquele FIM reticente, que é uma “deixa” de que o FIM “não ficará bem assim”. De uma forma ou de outra!

Por que “de uma forma ou de outra”? – Ora, porque toda história mal começada e mal finalizada fica imponderável. Se ficar da forma como está deixará uma sensação de indefinição, se a forma for modificada  a sensação permanecerá. O espectador/eleitor sente-se ludibriado e frustrado. Seja ele eleitor do primeiro candidato, do segundo, da terceira e mesmo o não eleitor, ou seja, todos os ipatinguenses.

Afora, os que têm “interesses pessoais”, tirante os “radicais e fanáticos” e excluídos os “simplórios encabrestados pelo populismo”; o restante dos cidadãos desejavam e desejam reescrever a história e após o último ponto carimbar, com a tinta mais impregnante que houver, a palavrinha imperativa e defintiva: FIM.

4 comentários sobre “CHICO Delfino ou Sebastião QUINTÃO?”

  1. É imteresante o que se passa m Ipatinga, não sou politico não pendo para lado nenhum, votei nulo porque penso que meu voto tem muito valor e não vi em nehum canditado quem mereceçe meu voto, se pensarmos pelo lado logico da coisa, o para ter tanta acusação sobre o Quintão que diga-se de passagem santo não é, e muito menos o sr chico o que por sinal era metarlugico e o salaraio deve ser muito bom, se nãoele não teria a fortuna que tem ou estou errado? laranja dele eu conheço ums tres e um é bem conhecido nosso, mas voltando ao assunto eleição o sr chico desde a ultima eleição não teve suas contas aprovadas, ele foi leberado pela famosa canetada que ja faz parte da justiça brasileira, a nossa dignisima juiza esta de férias na Argentina e aqui ta esta vergonha, é notorio que canditado que não tem sua camdidatura registrada não pode tomar posse nem ser diplomado, na mesma situação o candidato de nossa vizinha Ipaba foi cassado o amigoi dela não como explicar? presisa falar algo? se o povo procurase se imformar mais em vez de ler caras, titi, e big broder, talves estas situações não ocorresem, bem fez a população de Bom Jesus de Itabapoama que teve um percentetual de 86 por cento de votos nulos ai era outra eleição sem nenhun dos canditados, se o sr chico pode ser prefeito qualquer cidadão Ipatinguense tambem pode fazer panelaço e entrar na justiça querendo ser prefeito, para lembra o falecido Macaco simão foi eleito tres vezes vereador no Rio de Janeiro e não tomou posse, lembram do comisio do Seu Creison do Casseta e Planeta? portanto meusa amigos o correto seria a dra anular a eleição em Ipatinga, meu comentário não é partidário, pois isto não sou, é so minha simples maneira de pensar, Diego parabéms pelo seu espaço, vamos lutar por uma polica mais correta não por fulano o siclano

  2. É, concordo inteiramente com vc. Saiu hj no jornal que o ministério público vai entrar com um pedido de cassação e pedir outra eleição aqui em Ipatinga, acho a melhor opção. Grd abço!

  3. Faça valer se voto! Esse foi o eslogan da campanha da justiça eleitoral nas ultimas eleições. Agora pensem. Mais de 60% da ppulação de Ipatinga escolheu “Chico Ferramenta” para prefeito, candidatura aprovada, na urna, seu nome e fotografia apareceram, foi noticiado seu nome como novo prefeito da cidade e Sebastição Quintão estava fora a casa ficando em segundo lugar. Você que foi às urnas cumpriu o seu dever e “pensou” fazer valer seu voto. Acaba-se 2008 e no dia 1º de janeiro de 2009 todos esperam ver a consumação dos que votaram 13, mas na verdade quem toma posse é o segundo colocado, que por sua vez, desconhece a derrota, Sebastião Quintão. Ora, esta foi uma maneira nada discreta de a justiça eleitoral dizer que seu voto tem o valor de “merda”, pois a vontade de mais de 60% da população foi simplesmente, ignorada. Se a justiça eleitoral aprovou a candidatura de “Chico” e ele foi anunciado vitorioso nas urnas, então que tomasse posse e respondece aos seus processos no cargo em que foi empossado, uma vez que processos também não faltam ao segundo colocado, o derrotado Quintão. Lamentamos uma população silenciada pela ignorância que ainda não descobriu a força de um grito de justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *