Campuseiros se sentem acuados pela agressividade dos seguranças

Depois do que vi ontem a noite me questiono se o Campus Party tem realmente todos estes valores que diz ter. Acho quel eles ainda não se tocaram  que, apesar do nome Campus Party ser deles, na verdade a marca Cparty é Creative Commons por natureza. Na medida em que quem cria conteúdo gerando a Marca somos nós, então também somos donos dela.

Como a web 2.0 é uma via de duas mãos e nós produzimos conteúdo pra Cparty nós somos sim donos dela e os seguranças por conta disso estão trabalhando pra nós. Eles na hieraquia, aqui dentro, estão um degrau abaixo que os campuseiros.

Fato: Estava tomando cerveja com o pessoal lá fora e uns mineiros deram uma cachaça de presente pra galera. Mais de 50 pessoas, sem exagero, bebericaram da bebida. O cara que ficou com a garrafa a guardou de presente e entrou com ela. Por conta disso os seguranças o abordaram, até então tudo bem, todos foram muito educados. Até que me chega o chefe da segurança gritando e esperniando como um louco aos seus subordinados por estarem relutantes em expulsar o camarada. A partir deste ponto, seus subrdinados começaram a querer “mostrar serviço”. Três caras enquadraram o sujeito que ia ser expulso, levaram ele até o escuro em que estava sua barraca, eles estavam próximos menos de 5 cm ao gritar com o coitado, e eu não vi mas escutei ,barulhos de chutes em barracas no local.

Quem é o cara: quem foi expulso é amigo do pessoal do meio ambiente. Esta área já está com vários problemas e protestos, tanto é que ninguém nem fica na área verde. Quase não tem palestra pra eles e deles. Aqui, na verdade não se vê nenhum espaço verde, são só umas plantinhas, e é muito pouco divulgado, tanto pelo próprio evento quanto pela mídia tradicional.

Protestos: O pessoal do meio ambiete já está ameaçando deixar de apoiar o projeto. O pessoal que entende de rede está ameaçando colocá-la abaixo. E o pessoal da Info já está sabendo disso tudo.

Minha Opinião: Já que nós também somos donos da marca, por sermos nós quem a faz, eu sugiro o pessoal fazer potesto mesmo. Porque a nossa vontade também tem de prevalecer. Erros todos já cometemos. O pessoal me deixou esperando uma hora e meia na fila sendo que meu cracha já até estava pronto. E eu sei de gente que ficou 6 horas na fila. Alguém foi ressarcido pelos lanches e almoço que não comeu por conta de erro do pessoal do evento? _Não sei de ninguém.

Então do mesmo jeito que nós também não fomos tão severos com o pessoal da organização eles também não podem ser com a gente!

V de viviendaProtesto contra Ação de Despejo

Veja a cobertura o que o pessoal falou sobre a agressividade dos seguranças via Twitter.

Cobertura via Yotube, este vídeo é o que possui o melhor áudio que achei.

httpv://www.youtube.com/watch?v=OZxW59GIdOQ&feature=related

Publicado por

Diego Lopes

Graduado em admnistração pela UFV, atua na como coordenador de projetos web há mais de dez anos. Já trabalhou em 3 empresas no Vale do Silício e gerenciou mais de 1 milhão no Google Adwords e 100 mil dólares no Facebook.

11 comentários sobre “Campuseiros se sentem acuados pela agressividade dos seguranças”

  1. Kra, que é bacana e é uma oportunidade única é verdade, mas não é por isso q podem nos tratar como quiser né… mas está tendo problemas aqui com os seguranças, deu problema com os crachás, o pessoal do meio ambiente não está tendo nenhum suporte e divulgação de suas idéiase o pessoal da astronomia até agora n descobri se existem ou n. Ah, a áreade blogs tb do campus blog tb tá mt fraquinha… mas o resto tá mil maravilhas sim! Grd Abço!

  2. Absurdo ser tratado daquela maneira pelos seguranças. Eles não tem o direito de tratar uma pessoa daquele jeito, ainda mais que esse é um evento pago e neste momento aqueles seguranças não passa de um empregado dos campuseiros. Nota-se pelo video que tem uma certa agressividade física, nem mais verbal, por parte deles. A barraca de um campuseiro quse foi atropelada. Tem que ser ecoado pra todos saberem como é a organização desse evento, pois a imagem é de que se trata de uma maravilha é passada constantemente.

  3. E aí, Diego!
    Pois é, não vi sobre isso, fiquei sabendo agora (que cheguei em casa). Mas houve muitas falhas na CParty. Eu perdi um dia e meio de refeições que foram pagas, mas a minha credêncial não estava correta, chegaram a me prometer uma credêncial VIP, mas não me deram após eu conseguir fazer uma nova credêncial – esta com as refeições.
    O evento estava legal por um único motivo: conheci pessoas legais!
    Em outras coisas, ele perdeu feio para outros eventos que participei.
    Bom, é isso que tenho a dizer no momento sobre a CP.
    Até mais, Diego!

  4. É, estamos vendo que o Fernando é uma das pessoas que sabem o que realmente está acontecendo na Campus Party deste ano, diferente de alguns que estão aqui achando que isto é apenas uma Lan House gigante enchendo o Twitter de porcaria hehehe!!!
    Acreditem ou não também, nas palestras disponíveis para o blogueiro não teve nenhum que manjasse de WordPress!!! Motivos políticos por trás das pessoas que foram inscritas como palestrantes galera?! Sim ou não levantem a mão no twitter e colem o linke aki!

  5. Fala Marcelo, concordo contigo brother, um kra msm q foi expulso só n apanhou da galera da zona boêmia pq ficamos com dó rsrs, mas ele mercia. Mas infelizmente n foi o caso de alguns que tb foram desrespeitados…
    Em breve todo um resumo do Cparty aqui com indicações dos melhores palestrantes e seus respectivos sites e projetos, Grd abço!

  6. Saudações amigo.

    Não fui à campus party mas acompanhei os vídeos que foram upados no youtube durante o evento. Após assistir seu vídeo, assim como outras pessoas, fui tomado por uma certa revolta, de fato. Mas devo concordar com os seguranças, mesmo que não seja na totalidade. O indivíduo participante não bebe no evento, pelo que entendi, mas chega alcoolizado e assim sendo, também descumpre com as regras previamente determinadas. Eu sinceramente acredito que se ele não tivesse resistido de nenhuma forma, assumindo o erro de imediato e se retirado do local, não haveria nenhum tipo de abordagem “violenta” ou como quiserem. A partir do momento que ele resiste, também dá o direito ao(s) seguranças de usarem a força e o poder que é conferido a eles para fazer com que as regras sejam minunciosamente cumpridas.

    Enfim, esta é a minha opinião, há quem discorde, mas ela é minha: Acredito que no convívio em sociedade o valor máximo que podemos possuir é o respeito. Respeitando os outros, as regras, os supervisores, os seguranças e afins, com certeza absoluta o – triste – ocorrido não teria sido consumado.

    Forte abraço.

  7. Ridículo, os seguranças não sabiam nem ao menos se comunicar com as pessoas do evento sem ser de forma pretensiosa, só o jeito de eles se portarem já estava causando agonia e tensão em todos.

    Porém, todo o resto da equipe do evento, até o pessoal do apoio esta de parabéns, todos eles deram um ótimo atendimento e ajudaram e muito.

    Agora os seguranças deveriam trabalhar em prostibulos da zona central.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *