One: The Movie – Somos todos UM, o filme (Legendado)

Os produtores do documentário viajaram os seis continentes colhendo depoimentos de pessoas que debatem sobre a conectividade entre todas as pessoas do planeta. English: ONE: The Movie is an independent documentary about the meaning of life, created and directed by Michigan filmmakers Scott Carter, Ward M. Powers and Diane Powers, starring Deepak Chopra, Robert Thurman, Thich Nhat Hahn, Sadhguru Jaggi Vasudev, et al. It was originally released in movie theaters and throughout North America via hundreds of community events in late 2005 through 2007. An (English version in US) was released on DVD in 2007.

O Êxodo Decifrado, o filme

O Canal de TV fechada The History Channel [http://www.history.com] vem apresentando um documentário produzido por James Cameron que comprova, por meio da arqueologia, a veracidade do livro de Êxodos. The Exodus Decoded (O Êxodo Decifrado) que também está disponível em DVD, comprova e explica as pragas do Egito lançadas por Deus através de Moisés bem como a conhecida e polêmica travessia do Mar Vermelho. O Filme é realmente de “tirar o fôlego”, e deve ser assistidos por todos aqueles que crêem na Bíblia ou duvida. Não trata-se de uma pesquisa tentando explicar que milagres são realizados pela natureza por mera coincidência. Mas sim que os milagres são realizados por um Ser Superior, denominado o Deus de Israel, que tem o poder de manipular a natureza afim de que, até mesmo catástrofes, se sucedam no momento certo, na hora certa por fim de livrar seu povo.

Earthlings (Terráqueos) – Legendado Português

TERRÁQUEOS (Earthlings) é um filme-documentário sobre a absoluta dependência da humanidade em relação aos animais (para estimação, alimentação, vestuário, diversão e desenvolvimento científico), mas também ilustra nosso completo desrespeito para com os assim chamados “provedores não-humanos”. Este filme é narrado por Joaquin Phoenix (GLADIADOR) e possui trilha sonora composta pelo artista Moby. Com um profundo estudo dentro das pet-shops, criatórios de filhotes e abrigos de animais, bem como em fazendas industriais, no comércio de couro e peles, indústria de esporte e entreterimento, e finalmente na carreira médica e científica, TERRÁQUEOS usa câmeras escondidas e filmagens inéditas para narrar as práticas diárias de algumas das maiores indústrias do mundo, as quais dependem de animais para lucrar. Impactante, informativo e provocando reflexões, TERRÁQUEOS é de longe o mais completo documentário jamais produzido sobre a conexão entre natureza, animais, e interesses econômicos. Há vários filmes importantes sobre os direitos dos animais, mas este supera os demais. TERRÁQUEOS tem que ser assistido. Altamente recomendado!

Filme sobre o preconceito contra árabes em Hollywood (Reel Bad Arabs: How Hollywood Vilifies a People)

Documentário que expõe de maneira detalhada como o cinema de Hollywood, desde o início da sua história até os mais recentes blockbusters, mostrou os árabes de forma distorcida e preconceituosa. O filme tem como apresentador o aclamado autor do livro “Reel Bad Arabs”, Dr. Jack Shaheen, Professor da Universidade de Illinois e estudioso do assunto. O filme faz uma análise, baseado em uma longa lista de imagens de filmes, de como os árabes são apresentados como beduínos bandidos, mulheres submissas, homens violentos, sheiks sinistros ou idiotas perdulários, ou ainda como terroristas armados e prestes a explodir pessoas e lugares. Uma maneira brilhante de mostrar em uma narrativa bem construída, como as imagens contribuíram e contribuem para formar os estereótipos em torno dos árabes, suas origens e sua cultura. Para escrever o livro, o autor analisou mais de 900 filmes, o que possibilitou formar esta contra-narrativa, reforçando a necessidade de mostrar a realidade e a riqueza da Cultura e da História Árabes. O filme foi exibido em diversos festivais nos EUA, Europa e Mundo Árabe e recebeu o apoio do Comite Anti-Discrimição dos Árabes Americanos. http://www.icarabe.org/3mostradecinema/programacao/Sinopses.htm

Teorias da conspiração na religião e no governo americano: Zeitgeist, o filme

Para assistir o filme pela televisão leia: Como ligar o computador na televisão

Zeitgeist, the Movie
Zeitgeist, o Filme (PT/BR)
Flag of the United States.svg Estados Unidos
2007 ı cor ı 116 min
Produção
DireçãoPeter Joseph
Idioma originalinglês

Zeitgeist, o Filme (Zeitgeist, the Movie, no original) é um filme de 2007 produzido por Peter Joseph, aborda temas como Cristianismo, ataques de 11 de setembro e o Banco Central dos Estados Unidos da América (Federal Reserve).[1] Ele foi lançado online livremente via Google Video em Junho de 2007.[2] Uma versão remasterizada foi apresentada como um premiere global em 10 de novembro de 2007 no 4th Annual Artivist Film Festival & Artivist Awards.[3]

Em 2 de Outubro de 2008 foi lançado um segundo filme, continuação do primeiro, chamado Zeitgeist:Addendum, onde se trata temas com a globalização, manipulação do homem pelas grandes corporações e instituições financeiras, e aborda a atual insustentabilidade material e moral da humanidade, apresentando o Projeto Vênus como solução para o problema.

O filme é estruturado em três seções:

  • Primeira parte: “The Greatest Story Ever Told” (“A maior história já contada”) – Aos 00:13 min
  • Segunda parte: “All The World’s A Stage” (“O mundo inteiro é um palco”) – Aos 00:40 min
  • Terceira parte: “Don’t Mind The Men Behind The Curtain” (“Não se importem com os homens atrás da cortina”)- Aos 01:14 min*

Estrutura do filme

Primeira Parte: The Greatest Story Ever Told (A maior história jamais contada)

A primeira parte do filme é uma avaliação crítica da religião com principal incidência no cristianismo. O filme sugere que Jesus seja um híbrido literário e astrológico e que a bíblia trata de uma miscelânea de histórias baseadas em princípios astrológicos pertencentes a civilizações antigas (Egito, especialmente). Um argumento semelhante é apresentado pelo escritor Fernando Vallejo no livro La puta de Babilonia. A atenção do filme se foca inicialmente no movimento do Sol e das estrelas, fato este que é uma das características das religiões “pagãs” (pré-cristãs). É então apresentada uma série de semelhanças entre a história de Jesus e a de Hórus, o “deus Sol” egípcio que partilha de todos os predicados do messias cristão. Há referência sobre o papel de Constantino na formação da Igreja e seus dogmas.

As comparações mostradas no filme sugerem que a história de Jesus foi baseada em várias outras histórias de deuses mais antigos, principalmente, Hórus:

HórusJesus
Chamado de KRST, traduzido com CristoChamado de Cristo
Messias de OsírisMessias de Yahweh
Nascido da Virgem Ísis-MeriNascido da Virgem Maria
Presenteado por três reisPresenteado por três reis
Considerado uma criança-prodígioConsiderado uma criança-prodígio
Andou sobre as águasAndou sobre as águas
Ressucitou um homem chamado El-Azar-UsRessucitou um homem chamado Lázaro
Escolheu e teve 12 discípulosEscolheu e teve 12 discípulos
Disse que é o Caminho, a Verdade e a VidaDisse que é o Caminho, a Verdade e a Vida
Disse que é o príncipe da eternidadeDisse que é a luz do mundo
Foi traído por um de seus apóstolos, TifãoFoi traído por um de seus apóstolos, Judas
Era considerado “O rei dos egípcios”Era considerado “O rei dos judeus”
Previu a sua morte um dia antesPreviu a sua morte um dia antes
Foi crucificado e morreuFoi crucificado e morreu
Ressucitou 3 dias depois da morteRessucitou 3 dias depois da morte

Segunda Parte: All The World’s a Stage (O mundo inteiro é um palco)

A segunda parte do filme foca-se nos ataques de 11 de setembro de 2001. O filme sugere que o governo dos Estados Unidos tinha conhecimento destes ataques e que a queda do World Trade Center foi uma demolição controlada pelo próprio Governo norte-americano. O filme assegura que a NORAD, entidade responsável pela defesa aérea dos Estados Unidos, tinha sido propositadamente baralhada no dia dos ataques com exercícios simulados em que os Estados Unidos estavam a ser atacados por aviões seqüestrados, justamente na mesma área dos reais ataques; mostra dezenas de testemunhas e reportagens que sugerem que as torres ruiram não por causa dos aviões, mas por explosões internas e sabotagens; demonstra as ligações entre a família Bush e a família Bin Laden, parceiros comerciais de longa data, entre outras teorias intrigantes e alarmantes acerca da política mundial atual.

Terceira Parte: Don’t Mind The Men Behind The Curtain (Não se importe com os homens por detrás da cortina)

A terceira parte do filme focaliza-se no sistema bancário mundial, que supostamente tem estado nas mãos de uma elite de famílias burguesas que detém o verdadeiro poder sobre todos os países a eles associados, e na sua conspiração para obter um domínio mundial total eles tem modelado toda a mídia e cometido diversos crimes, muitos deles encenações para fins ocultos. O filme denuncia que o Banco Central dos Estados Unidos da América foi criado para roubar a riqueza dos Estados Unidos e também demonstra, como exemplo, o lucro que foi obtido pelos bancos durante a Primeira Guerra Mundial, Segunda Guerra Mundial, Guerra do Vietnã, Iraque, Afeganistão, e a futura invasão à Venezuela para obtenção de petróleo e comércio de armamento. O filme descreve a conspiração destes banqueiros, argumentando que o objetivo deles é o controle sobre toda a raça humana através da implantação de um chip localizador e identificador através do qual todas as operações e interações humanas serão realizadas, escravizando por fim a humanidade. Estão secretamente criando um governo unificado, com exército unificado, moeda unificada, e poder unificado, e que servirá apenas aos interesses dessa elite. Segundo o filme, o aspecto mais impressionante disso tudo é que tais mudanças serão aceitas pelo próprio povo naturalmente, pois está sendo manipulado pela mídia, que distrai a população dos assuntos importantes e pertence à elite.é

Ver também

Referências

Ligações externas

Filme Zeitgeist, teorias da conspiração
Filme Zeitgeist, teorias da conspiração

Animações em vídeo. Animamundi e companhia…

Galera, acabei de ver o jornal da Globo e lá falou um pouco sobre o anima mundi, me senti inspirado e decidi publicar alguma coisa sobre isto aqui no portal, foi aí que achei a usuária Adriana, que possui uma playlist fantástica, assistam:

[tubepress mode=’playlist’, playlistValue=’D972C17F0F8D7569′]