Curso de SEO e Monetização grátis, aumente a audiência do seu site

seo-monetizacao
seo-monetizacao

Olá a todos, estou montando um curso intermediário de SEO para quem quer começar a ganhar algum trocado na internet. Porém exige um certo vocabulário técnico para entender o conteúdo, por isto coloquei ele em primeiro. Abaixo segue o release. Obs: publiquei este texto a pedido de alguns leitores, porém ainda não o terminei, obrigado pela compreensão.

O curso básico de SEO para WordPress encontra-se neste link: http://yoast.com/articles/wordpress-seo/

Conhecimento técnico necessário para se fazer um trabalho de SEO no WordPress

Já testei várias plataformas CMS (Content Management System) e com certeza o WordPress é o melhor, tanto para blogs quanto para grandes portais. Ele já nasceu do jeito que os buscadores gostam. Portanto para se fazer um trabalho de SEO para algum site WordPress que não exija trabalho com programação e banco de dados basta saber:

  • Conversar com os motores de busca através do arquivo robots.txt
  • Manter URLs antigas funcionando através de redirecionamento 301 no .htaccess

Vocabulário

  • Volume de pesquisas global mensal – volume de pesquisa pordeterminada palavra no google no mundo inteiro
  • Exact Match – busca por palavra-chave exata, sem sinônimos
  • Bookmarking – links de parceiros
  • Backlink
  • Tracklink
  • Front-End – Também chamado de design do site ou tema, é onde o usuário navega e que é indexável
  • Back-End – Painel de controle, apenas pessoas logadas podem entrar, nada lá é indexável
  • Links internos – Links do seu site que apontam para páginas do próprio site
  • Links externos – Links do seu site que apontam para páginas de terceiros
  • HTML Tags
  • Meta Description – HTML tag que contém a descrição da página
  • Meta Keyword – HTML tag que contém palavras chaves relacionadas ao assunto da página
  • URL Amigável – Como configurar no WordPress
  • Dofollow – Tag que serve para avisar aos motores de busca para indexar tal página
  • Nofollow – Tag que serve para avisar aos motores de busca para não indexar tal página
  • Volume de pesquisas local
  • SOC mede
  • Se tiver SOC zero, pode ser em função de algum caractere especial, neste caso, elimina-se este resultado.

Sites sobre como conseguir ganhar dinheiro na internet

Exemplos bem sucedidos:

Programas para análise de SEO:

O melhor programa para análise de SEO é o Market Samurai, veja porque em:

Submeter a sites de bookmarking

  • O segundo passo a dar, e isto partindo do princípio que os blogs já tem um ou dois posts, é submeter a sites de social bookmarking com links dofollow.  Quando submeto os meus blogs aos sites dofollow, uso sempre como texto âncora as palavras chaves do URL, pois são essas as palavras para o qual me interessa indexar bem.  Para reduzir ao minímo o tempo despendido nesta tarefa, eu uso o SocialMarker para submeter a 19 sites com dofollow em pouco mais de 5 minutos.  Outro site que podem usar para facilitar esta tarefa é o SocialPoster.  Inicialmente eu submeto apenas o link para o “homepage” do site, com as palavras chaves do URL, mas podemos sempre voltar aos sites de bookmarking para criar deeplinks para alguns posts.  Independentemente do site que usarem, o mais difícil é mesmo criar um perfil em cada um destes sites sociais, mas também é algo que só fazem uma vez.  Podem ler mais sobre o SocialMarker e SocialPoster neste post.

Comentar em blogs dofollow

  • O objectivo deste passo é em tudo idêntico ao anterior, apenas permitindo obter links de sites diferentes, e consiste em comentar em blogs com dofollow nos comentários.  Eu uso a list de blogs com links dofollow nos comentários da CourtneyTuttle, que tem mais de 200 sites.  Por norma obtenho alguns links para a homepage e deeplinks para posts, sempre com o texto âncora que pretendo.  Por uma questão de respeito, faço sempre comentários que considero úteis para o autor do blog.  Não sendo sempre possível, tento comentar em blogs que estejam relacionados com o conteúdo do meu site, pois os links teram mais valor.

O que é site de nicho

  • Mais de 13000 pesquisas globais mensais não é considerado nicho, e menos de 1000 pesquisas é pouco

Principais fatores que ajudam na indexação

  • Estrutura do tema e conteúdo otimizado com tags HTML semânticas (h1, h2, h3, …)
  • Link Juice nos lugares certos, usa-se tags nofollow para isto
  • Conteúdo novo deve passar pela home (se ela for indexável)
  • Tema com código fonte limpo
  • Backlinks para seu site, importante fazer parcerias
  • Nicho bem estabelecido
  • URLs, meta description, meta keywords, título e conteúdo (deve conter foto, vídeo, áudio, links, palavras chaves em negrito e itálico) com palavras chaves inseridas
  • Devemos deixar todos os artigos a dois cliques de distância: http://www.brpoint.net/deixando-todos-os-seus-artigos-a-dois-cliques-de-distancia.html

Fatores não indicados nas diretrizes

  • Uma página não deve ter mais de 100 links a serem indexados. De acordo com as diretrizes da Google isto seria motvo para ban automático. Porém, é conscenso que isto é apenas uma recomendação, e que se desrespeitada não causa grandes problemas.

Exemplo de uma página com palavras chaves bem otimizadas

O link indicado contém um dos textos mais completos sobre como otimizar uma página para determinada palavra-chave e quais fatores influenciam nisto: http://www.seomoz.org/blog/perfecting-keyword-targeting-on-page-optimization

Programas para análise de conversão de layout

http://movieoctopus.com/micronicho/

[tubepress mode=”user” userValue=”InsideAdSensePT”]

Projeto de curso web master na Microlins

Conversei com o Daniel, gestor administrativo da Microlins, mas para os amigos, Durgante. Me falou sobre a unidade aqui de viçosa, a qual achei tranparente e com boas propostas de crescimento no curto prazo. A vaga em questão é a de estagiário de gestor administrativo, ou seja, serei estagiário do próprio Daniel, o que quer dizer que no futuro, quem sabe, executarei algumas de suas funções, para que ele possa bater asas mais alto.

Se eu conseguir a vaga, procurarei aprender o máximo possível do que a equipe tem a me ensinar, mas também creio que posso contribuir com muitas coisas novas, e o melhor, que dão dinheiro. O produto em questão é um curso de Web Master. Por que Web Master e não Web Design? Simples.

O Web Design, como o próprio nome diz, trata a respeito do design da web, o que implica dizer, que um sujeito que tem apenas esta especialidade (reparem que especialidade é diferente de diploma) não pode trabalhar com programação, banco de dados, mensuração de audiência, servidores e monetização de conteúdo.

O sujeito que tem estas qualificações é chamado de Web Master, aqui no Brasil termo não muito conhecido, porque as agências de publicidade, no geral, são verdadeiros navios negreiros em que todo mundo faz tudo, e acaba não fazendo nada, lá éramos apenas os caras que trampavam com Web. Pois bem, agora vem a parte interessante da charada, como se tornar um Web Master sem precisar de fazer os cursos, Ciência da Computação, Tecnologia da Informação, Publicidade, Produção Multimídia e Administração? Novamente simples.

Faça um período e meio de publicidade, saberá o quanto o curso está defasado perante à publicidade na web, que é onde a grana está. Mude para Produção Multimídia e veja que comprar um curso da ADOBE completo na IPEC é muito mais negócio, os faça. Se descubra um péssimo design e um cara não tão disciplinado assim para ser programador. E por fim, largue tudo, inclusive o estágio que fazia em agências de publicidade web. Se mude para viçosa, comece Administração e seja o dono de seu próprio site feito com Software Livre, tecnologia que dispensa conhecimento em programação e de fácil instalação no servidor. Tudo isto pronto seja parceiro do google e comece a ganhar algum dinheiro com publicidade. Este é o serviço que abrange todas as áreas citadas acima, o serviço de Web Master, e se souber escrever bem será blogueiro!

Mas se não puder fazer tudo isto, faça o curso de Web Master da Microlins. Eu mesmo o criei.

Curso de SEO em vídeo aulas. Aumente a audiência do seu site!

Vídeo aulas de SEO grátis
Vídeo aulas de SEO grátis

O objetivo deste site é pesquisar como a internet muda o mundo e também propôr mudanças. Além disto também ensinamos como fazê-las, é por isto que além de vídeo aulas sobre assuntos tradicionais tratados em escolas e universidade disponibilizo também vídeo aulas técnicas sobre assuntos voltados à web. Esta coleção de vídeo mostra como melhorar o desempenho do seu site perante os mecanismos de busca e assim aumentar sua audiência. Aproveite!

[tubepress mode=’playlist’, playlistValue=’B64E30E216A6D4E2′]

Saiba como aumentar a audiência do seu portal e atrair mais visitantes

– Saiba de onde tirar conteúdo, por exemplo, se você quer vídeos de alta qualidade pegue-os no Vimeo, se quer com longa duração o Google Vídeo talvez seja uma boa, e se quer puxar uma playlist inteira ou vídeos de rápido carregamento use o Youtube em parceria com o plugin Tubepress do WordPress. Mas quando se fala em ganhar dinheiro com vídeo pela net o negócio é o Metacafe.

– Tenha uma idéia de como funciona a audiência geral da web no Brasil e no mundo. Por exemplo, os grandes portais brasileiros são Terra, BOL, UOL, IG. Os médios são os sites agregadores de conteúdo e blogs famosos como o interney.net. Assim, você poderá ter exemplos do que funciona e do que não funciona, pra que reinventar a roda?!

– Mantenha alguns fórums próprios ou rodando em sistema de terceiros, como os que sou moderador no Google Groups

– Responda sempre que possível o comentário de leitores

– Tagueie corretamente seu texto e as fotos que estão anexadas a ele

– Dê uploads das fotos que for usar no seu texto com palavras chaves que tem haver com a figura. Exemplo: se a foto for do Lula, o ideal seria que o nome da foto fosse lula-presidente-brasil.jpg, assim facilita a vida dos buscadores ao indexar sua foto e consequentemente você capta mais audiência

Comente em outros blogs, portais e fóruns, sempre deixando o linke do seu site, fazendo um comentário de qualidade e de preferência indicando um texto seu relacionado ao assunto

– Linke palavras e frases que estejam relacionadas a outros posts seus, se não tiver linke para sites externos, mas que sejam textos de qualidade

– Trabalhe para melhorar o conteúdo dos seus posts antigos

– Utilize técnicas para melhorar cada vez mais a indexação de textos antigos. Exemplo: inserir palavras chaves no texto, na URL, nas tags e keywords, utilize negrito ao escrever uma palavra chave, utilize tags de HTML como < h1 > para destacar o título do texto e < h2 > para destacar o subtítulo

– Envie o linke de seus posts para sites agregadores de conteúdo

– Tenha uma  lista de mailing para enviar seus textos ou newsletters

– Esteja por dentro das discussões sobre como ganhar dinheiro na Web, pois elas geralmente tem haver com aumento de audiência

Melhore o desempenho do seu site nas buscas do google através de análise de suas URLs e palavras chaves no Google Analytics

Fontes de pesquisa sobre como ganhar dinheiro na internet

Ganhando grana na Web
Ganhando grana na Web

As fontes de pesquisa estão aí, mas antes gostaria de falar um pouco sobre elas. Eu comecei a blogar em meados de Julho de 2008. Desde então venho colhendo informações sobre o ramo. Todas as fontes que menciono neste texto foram cuidadosamente escolhidas por mim, com certeza são as melhores, e acreditem, eu custei a encontrá-las viu! Pode se considerar um sortudo de ver tudo isto num só lugar.

Vocabulário

Plataforma – É o programa em que seu blog roda. Ela pode ser paga ou gratuita. Neste post comento sobre o Blogspot e WordPress.com que são gratuitas e sobre o WordPress.org que é a versão do WordPress.com que necessita um servidor próprio para instalação e por isso exige que seja gasto algum dinheiro para usá-la, mas seu download é gratuito e possui código aberto.

Otimizado – Condições ideais para que seja atingido um objetivo. Geralmente este termo é usado na internet quando nos referimos a melhorar nossa posição nos mecanismos de busca como o Google, ou quando queremos que um usuário clique nas propagandas a otimizamos para que fique em harmonia com as cores do layout e bem posicionadas.

SEO (Search Engine Optiomization) – Otimização para mecanismos de busca.

URL – Endereço do site. Quando sua plataforma não é hospedada em servidor alugado o nome do seu site irá vir com o nome de quem está te hospedando na web gratuitamente. Ex: Se eu não alugasse um servidor próprio, além de não poder fazer as customizações que quisesse eu teria uma URL assim www.diegolopes.blogspot.com.

PageViews – Número de vezes que a propaganda aparece na tela. É bom lembrar que um só usuário pode ser responsável por 5 pageviews de uma propaganda por exemplo, basta ele acessar 5 páginas diferentes que contenham esta propaganda ou simplesmente atualizar uma mesma página.

eCPM – Do ponto de vista do editor, o eCPM (custo efetivo por mil impressões) é um método útil para comparar receitas em diferentes canais e programas de publicidade. Ele é calculado pela divisão do total de ganhos pelo número de impressões, em milhares. Por exemplo, se um editor ganhou US$ 180,00 com 45.000 impressões de páginas, o eCPM vai ser de US$ 180/45 ou US$ 4,00. No entanto, o eCPM é um recurso de relatório que não representa o valor real pago a um editor.

Afiliados – São seus parceiros. Eles fornecem a propaganda para ser colocada em seu site. Eles pagam por PageView, cliques ou comissões sobre venda de usuários que chegaram até a loja pelo seu site.

Layout – É a forma como o conteúdo do site é exibido na tela.

Plataformas
Blogspot
WordPress.com
WordPress.org

As plataformas Blogspot e WordPress.com são gratuitas e não necessitam de nenhuma espécie de conhecimento técnico, basta acessá-las e fazer login, por isso as indico para quem estiver começando. Mas depois que seu site já tiver com uma média de 500 a 1000 pessoas por dia sugiro instalar o WordPress. org num servidor, os preços para isso variam mas estão em torno de R$ 20,00. Apesar do WordPress.org precisar de algum conhecimento técnico para instalá-la não tem segredo, é só fazer algumas pesquisas no Google. Com esta plataforma você terá um URL próprio e total autonomia para acrescentar novas funções e mudar o layout do seu site.

Blogs
Fique Rico Online
O Blog do Dinheiro
Lucrando na Rede

Todos estes blogs são muito bons. O Fique-Rico e o Blog do Dinheiro são portugueses, por isto mencionam muito sobre programas de afiliados que pagam em Euros. Receber em Euros pode ser legal, porém há muita burocracia na hora de receber, então para começar sugiro trabalhar com programas de afiliados que paguem em Reais e com o Adsense, que paga em dólar porém o esforço para receber compensa e hoje em dia está mais fácil que antes.

Mas, para quem quiser saber também como ganhar em Euros, ou mesmo outras formas de ganhar dinheiro na internet sem ser pelo próprio site aí está a lista de vídeos do Blog do Dinheiro no Youtube. Algumas coisas talvez não entendam de primeira mas depois de darem uma lidinha no blog e no Fórum com certeza estes vídeos serão de grande ajuda.

[tubepress mode=’user’, userValue=’custodio5801′]

Fórums
Monetização – Fórum do Google Groups.

Existem vários outros fórums sobre o assunto, mas este parece ser o melhor. Se for perguntar alguma coisa no Fórum antes faça a busca pelo seu histórico, se não corre o risco de ninguém te responder, ou pior, de levar uma bronca da galera. Qualquer coisa podem me perguntar também rsrsrs.

Afiliados
Submarino
Jácotei
Boo-box
Adsense
Hotwords
Mercadolivre
Buscapé

Você verá no Fórum sobre monetização, que a discussão sobre qual programa de afiliados é melhor é acirrada, sempre estão discutindo o tema e comparando rendimentos. O que posso falar é da minha experiência.

Comecei há uns 8 meses a estudar como ganhar dinheiro na web. Li vários textos e assisti muitos vídeos sobre o assunto, até que me senti seguro e iniciei meus ganhos com o Adsense, ele paga por clique e é um dos mais simples que tem. Com uma média diária de 1500 visitas únicas, 2300 pageviews e 20 a 50 cliqueseu tenho tido um rendimento de 1 a 2 dólares com este sistema, que é da Google. Este afiliado paga por clique, o que é muito bom, porque esperar alguém comprar alguma coisa acho mais demorado, apesar de a comissão poder ser maior e receber uma bolada de uma só vez.

O Hotwords me rendeu em Maio/2009 em torno de 5 reais, mas ele não estava muito otimizado. Dei uma mudada e estou esperando pra ver o que acontece. É um sistema bem simples e paga em real.

A Boo-Box é mais uma ponte entre os afiliados e você do que um afiliado em si. Ela pega o banco de dados de algumas empresas e fornece um script que vai fazer com que as propagandas delas sejam contextuais, ou seja, tenham haver com o texto. No Adsense isto é automático, mas em alguns afiliados não, e quando a propaganda da internet não é contextual é muito difícil dar certo. Por isso, se fizerem conta com afiliados que não fornecem propagandas contextuais use a Boo-box como intermediário.

Os outros afiliados ainda estão no início da fase de destes, por isso não me rederam nada até agora.

Expert

Nesta parte vou listar alguns conhecimentos que acho que complementam a profissão de Blogueiro. Apesar de achar que estas habilidades ajudam muito elas não são essenciais, é possível sim ganhar dinheiro na web apenas escrevendo bem e sabendo usar os programas de afiliados, mas tendo um conhecimento técnico talvez você saia na frente.

– Técnicas de SEO
– Desenhar Layouts
– Saber hospedar uma plataforma, no caso indico o WordPress, e conhecê-la como a palma da mão
– Programar em PHP
– Saber inglês
– Noções de Marketing, recursos humanos e administração
– É posível fechar acordo diretamente com o anunciante, sem depender de afiliados. Por isso uma network boa também conta, e muito!

Sei que no início é difícil ganhar dinheiro na internet. Mas em qualquer outra profissão é assim, o que acontece é que muitos acham que por ser internet (uma coisa que dá pra trabalhar em casa) é a maior pexada, não é bem assim. As vezes se trabalha até mais do que em outras profissões, porém os ganhos podem ser realmente altos e além de trabalhar onde quiser o horário também é você quem escolhe.

Nota: Estes dias perdi uns 5 assinantes do RSS. Acho que se deve ao fato de eu escrever sobre alguns assuntos que fogem ao tema do blog. Por isso a partir de hoje vou tirar algumas categorias do RSS. Os assinantes por email continuarão a receber todas, caso alguém discordar por favor converse comigo. O motivo pelo qual escrevo alguns assuntos é porque tenho um público heterogênio e assim apareço mais no google, consequentemente ganho uma graninha a mais. Estou pensando em colocar um profile para os próprios assinantes escolherem a categoria que querem receber, o que acham?

Esta pesquisa foi muito trabalhosa pra mim, afinal durou mais de oito meses rsrsrs, espero que tenham gostado. Grande abraço a todos.

Chat ao vivo entre os usuários online de um site, uma nova tendência

Tendências para Redes Sociais
Tendências para Redes Sociais

Uma nova tendência se desenha na web, a possibilidade de obter mais informações em tempo real a respeito de quem está online.

Estas informaçõe podem ser usadas tanto pelo dono quanto pelos usuários. Tem como saber em qual página a pessoa está, quais são seus “movimentos”, de qual cidade ela é e se ela já for registrada no site as possibilidades de saber mais coisas são quase infinitas dependendo do banco de dados usado.

Eu já uso algumas ferramentas para obter informações a respeito da audiência do site, a mais importante é o Google Analytics, mas este não permite interação com as pessoas e apesar das informações disponibilizadas serem extremamente ricas ele não as entrega em tempo real. Depois inseri um código que me permite saber em tempo real quantos usuários estão online e de onde eles vieram, se foi do google de ou outra página, e quantos robôs de buscadores estão presentes indexando minha página. Mas não disponibiliza mais informações e também não me permite interagir com eles.

Daí instalei o “Google Talk Chatback“, que permite o usuário entrar em contato comigo quando eu estiver online, mas não me permite “chamar” ele para uma conversa. E muito menos integra as informações que obtive com o Google Analytics ou o outro código do qual falei com o usuário que estou conversando. Porém esta realidade está mudando.

Depois que pensei na possibilidade de cruzar informações obtidas sobre os usuários, com a possibilidade de interagir com eles, fui a caça de programas ou códigos que me permitissem tal façanha. Entre os melhores que achei estão o SideSparks, que permite que usuários vejam quantas pessoas estão online no momento, e conversar com elas. E o Eyebees que mostra quantos usuários estào online, em qual parte do site, seus movimentos e conversar com eles também. O resto apenas reinventa a roda a medida que não disponibiliza informações cruzadas com a possibilidade de interação, e muito menos as disponibilizam ao próprio usuário de maneira simples.

O Orkut, que também é da Google parece ter captado a mensagem, já disponibilizou a possibilidade de interação ao vivo entre seus usuários e a ver quem está online. Quem se preocupou com a perda de privacidade pode ficar tranquilo, que assim como o MSN o Orkut também permite definir seu status. O próximo passo será disponibilizar estas informações, sobre quem está online de forma rápida e simples, assim como no MSN, tudo numa janela só e com possibilidade de minimizá-la.

De olho num mercado ainda maior do que o próprio Orkut a Google inventou ainda o “Friend Feed Connect“, que com a possibilidade de ser inserido em qualquer página assim como os vídeos do Youtube, tornariam a própria Web sem deixar nenhum site de fora uma imensa rede social. O problema é que ele nos obriga a fazer cadastro para usá-lo e não cruza as informações a respeito do usuário com o site em que ele está no momento, mas se este programa se consolidar no mercado daí será apenas um pulo.

Quem quiser “casar” estas informações com outras para saber os rumos e os impactos destas novas tecnologias na publicidade on-line acesse: Textos sobre Publicidade On-line.

Quem quiser aprender mais a respeito destes e de outros assuntos sobre a Web, leia este post: Cursos na área de web, IPEC: Centro de Treinamento da ADOBE em BH.

A Diferença Entre Profissão do Futuro e Profissão Inovadora

Um dos produtores do “Brasil das Gerais” da Rede Minas, está fazendo um programa sobre profissões do futuro. Pelo que entendi, haverá um debate, o qual foi inspirado no lançamento do livro de um professor da UFMG, que trata do tema.

Por coincidência fui ao debate sobre “Profissões do Futuro” realizado na UFMG, em que o professor palestrou. Aí veio o Cláudio Henrique, que é o produtor do “Brasil das Gerais” e leu meu texto sobre o que eu pensei do debate. Ele se interessou. Ele me contactou em sua pesquisa “pré-programa”, para saber um pouco mais a respeito do assunto preparar um bom debate.

Uma das perguntas dele foi: qual a minha profissão. A que respondi que é justamente este um dos problemas das profissões do futuro: não têm nome. Se for pra citar o que faço sou ao mesmo tempo webdesign, web developer, webmaster, web programmer, SEO, administrador, administrador e gerente de blogs e outros projetos, desenvolvedor de softwares… enfim sou uma empresa de web num homem só. E acho que está aí a grande diferença de “profissão do futuro” para “profissão inovadora”.

A profissão inovadora quebra paradigmas. Se preocupa com todos os aspectos sociais, desde o educacional até econômico. Caso contrário de futuro ela tem só a data. Por exemplo, se um webdesign não modifica seu meio, ele está inovando tanto quanto alguém que trabalha como sapateiro ou alfaiate, que são profissões milenares.

Eu sou um profissional do futuro porque sei da mudança e das vantagens que a Internet proporciona como um modificador social e não apenas como nova tecnologia em si. Como profissional do futuro eu não preciso me preocupar com chefe, não preciso me preocupar onde moro, nem com horários, nem com o sistema tradicional que me cerca. Posso até me preocupar, mas se eu fosse segui-lo até hoje minhas idéias não teriam saído do papel.

A mudança que a Internet propicia é tanta que eu gosto de comparar a atual geração de programadores de softwares livres e as pessoas da “tribo digital” aos esperançosos protestantes políticos dos anos setenta, quando a ditadura era pesada e despontava uma certa esperança no comunismo. Com o fracasso do modelo comunista eu diria que algumas pessoas ficaram a ver navios, algumas até com uma certa nostalgia. Vejo que a Revolução Digital está aí para oferecer um novo ideal aos que querem continuar lutando. E é aí que entram as profissões do futuro!

Já foi até capa da “Época Negócios” da primeira quinzena de novembro de 2008: Bill Gates convoca empresários para ganhar dinheiro ajudando pessoas. Não estou dizendo que ele faz isso porque é bonzinho ou qualquer outra coisa, é porque realmente dá dinheiro, e muito. Imagine se a cada pessoa que te pedisse ajuda você ganhasse 50 centavos. No início seria pouco, mas a cada vez que você ficasse conhecido e mais e mais pessoas saíssem satisfeitas com sua ajuda, mais 50 centavos vezes alguma coisa você ganharia. Mas será que alguém pagaria 50 centavos para você ajudá-la? Não sei, mas vamos supôr que você tivesse uma barraquinha de ajuda em plena Afonso Pena. Por dia você ajudaria umas duzentas mil pessoas. Com certeza algum patrocinador iria querer colocar um banner em cima de sua loja. É aí que está a quebra de paradigma da parada! A Internet possibilitou oferecer serviços gratuitos e ganhar dinheiro com publicidade, assim como os meios tradicionais de comunicação fazem, eu sei, mas, a Internet oferece muito mais serviços, não é só informação como os jornais.

Depois que alguns empresários notaram este modelo de negócios que surgiu na Internet, começaram a se perguntar se não teria como implantar este modelo de negócios no mundo offline. Foi daí que surgiu as idéia do Bill Gates para ganhar dinheiro ajudando os pobres. Vamos supor que você tenha um site que oferece determinado serviço. Este serviço gera uma audiência de 5 milhões de pessoas por dia. Você procura um patrocinador e pergunta se ele não quer patrocinar o seu site com 200 mil reais por mês e promete que um terço desta grana irá patrocinar ONGs na África. Estas ONGs irão oferecer cursos de internet para pessoas carentes que irão usar cada vez mais os serviços de seu Blog. Ao mesmo tempo os usuários antigos que ficarão sabendo que um terço da grana vai para projetos para ajudar pessoas carentes, irão entrar cada vez mais no seu site e irão fazer propaganda. O site passará a representar uma causa. E a propaganda na verdade será um valor moral. Aí cada site ou empresa esolhe o valor que ela quer patrocinar, moral, econômico ou simplesmente uma praça (tipo: você patrocina o meu site e metade da grana vai pra fazer a praça). Um exemplo de publicidade inovadora é o fato do GRANNEL (um bar famoso aqui de BH) ter patrocinado aquela pracinha do Bairro Coração Eucarístico, a praça é em frente ao bar. Ao mesmo tempo que melhorou o ambiente e chamou mais pessoas, melhorou também a imagem que a galera tem do GRANNEL. As profissões do futuro são assim. Leva-se em conta tudo, ganha-se dinheiro em coisas não tradicionais, preocupa-se com desenvolvimento sustentável e ainda ajuda a comunidade.

Infelizmente ainda não vi quase nenhum teórico ou acadêmico que abordasse o tema com a seriedade que ele merece. Até agora a maioria dos que se dizem entendidos do assunto são mestrandos e doutorandos em “convergência digital”, que nunca tiveram um blog na vida e que até hoje acreditam em televisão digital.

Além das questões que citei que uma profissão tem que levar em conta para ser considerada inovadora, ela tem também que ver as coisas como que um lego. Lembro de uma entrevista que li com uma das funcionários do mexicano bilionário Slim. Ela disse pra ele, numa reunião, que não estavam vendendo na Internet porque o povo não tinha computador. Aí ele retrucou: então vamos vender computador. A logística entrou na questão: _Mas como senhor slim? Nem temos loja. _Ué somos donos de quase toda o sistema telefônico no país, então vamos vender o PC pela conta de telefone, dividido em não sei quantas vezes.

Não tem como ser inovador sem ser um pouco empreendedor ou administrador, se não você será apenas um funcionário que faz uma coisa nova, que aperta um botão que antes ninguém apertava, e que agora a máquina do mercado está exigindo que se aperte mais este botão.

Na área de web ter consciência de que as coisas funcionam como um lego é saber que atualmente o design, a estrutura e o conteúdo de qualquer meio de comunicação podem passar a ser vistos como coisas separadas. E é isto que possibilita o surgimento de novas profissões. Quando se enxerga a imagem separada do áudio pode-se transmitir apenas o vídeo e deixar que o telespectador escolha quem será seu novo Galvão. O cara que você escolher, seu locutor, pode ser qualquer um que tiver um pc com um microfone e uma internet boa. Ele ganhará dinheiro também com publicidade. A dona de casa que nunca ganhou dinheiro pelos bolos deliciosos que fez durante toda a vida para seus filhos, agora pode lucrar colocando a receita em seu blog, o vídeo no youtube ou no metacafe, ela será uma espécie de Ana Maria Braga.

A profissão do futuro não leva em conta déficit de mercado ou o maior salário. Se você pensou numa coisa que gosta muito de fazer e conseguiu ganhar dinheiro com ela, você é um profissional do futuro. Antigamente isto era mais difícil, mas agora com a Internet, está ao alcance de qualquer um!

Melhor programa para captura de tela e tutoriais sobre After Effects e edição de vídeo em geral

Estou fazendo um curso no Centro de Treinamento da Adobe de After Effects, que é um ótimo editor de efeitos para vídeo, e gostaria de compartilhar algumas manhas com vcs.

Sites sobre edição e captura de vídeo com vários tutoriais: creativecows.net e videocopilot.net.

Programas para captura de tela para trabalhos profissionais: tem o Captivate, da Adobe, ou o Camtasia.

Programa para captura de telapara trabalhos rápidos que não demandam edição: o TipCam, ele é um software simples de captura de tela que permite dar zoom durante a gravação (o Captivate e o Camtasia não) e é integrado com o site Utipu e Youtube, vc pode editar e mandar direto pra lá.

Por fim gostaria de terminar este post com uma dica, um segredo e um pedido:
-Dica: Os rumos da publicidade on-line é a prestação de serviços, por exemplo uma fábrica de perfume provavelmente começará a patrocinar e até mesmo fazer vídeos de química que tenha relação com o assunto, dá pra ganhar uma grana neste filão.

-Segredo: Entrei no site VideoCopilot e vi que eles tem ótimos tutoriais que infelizmente estão a venda. Mas se vc entrar no PirateBay e fizer uma pesquisa vc vai ver que ele estão disponíveis lá de graça, é só baixar através de torrent(viu porque é bom saber sobre torrent o máximo possível!?). Já deixo um linke de um treinamento, é só clicar aqui! Abaixo uma propaganda do tutorial que eu estou indicando.

-Pedido: A grande maioria dos tutoriais de edição de vídeo disponíveis na web estão em inglês. Tá certo tem que saber inglês mesmo quem trabalha com isto, mas para fortalecer a comunidade quem souber bem inglês e puder disponibilizar legendas nos tutoriais seria legal da sua parte e vc ainda ganha visibilidade no meio pq além da legenda você também vai colocar o seu nome né 😛

E para os que estão pensando que efeito especial é coisa de outro mundo que só gringo consegue fazer assista ao vídeo abaixo. Quem fez é Brasileiro e mero mortal, assim como nós. E escutei falar que ele foi contratado pela Warner para trabalhar na Austrália.

Outro mero mortal: este cara era da minha Facu: Produção Multimídia na Uni-BH.

Microsoft vai pagar quem pesquisar Preços no MSN Search…

Por inquanto ainda é válido só para os americanos, mas já é um começo. Além de pagar para quem comparar preços na internet com seu sitema a Microsoft irá cobrar dos comerciantes não por click como é feito pelo google, e sim qd o objeto for vendido. É isso msm agora o comerciante só pagará pela publicidade se foir realmente concretizada a compra. É a internet derrubando cada vez mais barreiras. Parabéns para Bill Gates que apesar de seus pecados acerta mais uma vez. Isso será mis uma tentativa de aumentar a concorrência com o imbatível google que hj domina 60% das buscas mundias. Logo atrás vem yahoo com 20% e Microsoft com míseros 9% mas com esperança e estratégia para mudar este quadro. Se a Microsoft não consegue comprar uma coisa(no caso yahoo) ela a destroi hehehehe…