Conheça Carolina Cardoso Guimarães Lisboa, advogada do Sebastião Quintão

A justiça é cega...

Já que alguns advogados não nos respeitam deixando nossos filhos e parentes a mercê de um coronel, nada mais justo que nós sabermos quem eles são e deixarmos seus próximos mais informados…

ADVOGADA: CAROLINA CARDOSO GUIMARÃES LISBOA

Email: [email protected]oo.com.br

Lista com informações das pessoas que trabalham com ela, de seus alunos, e de seus chefes. Nesta lista tem telefones, endereços e vida profissional de todos os que estão tendo contato com ela atualmente. A partir desta lista é possível descobrir até o Orkut das pessoas.

Clique para ver o dossiê.

Uma das universidade em que trabalha, lá terá mais emails e mais informações sobre ela, colegas e alunos: UNICEUB

Informações adicionais: Mestra em Ciências Jurídico-Internacionais pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, professora de direito Internacional da PUC/MG, professora de direito constitucional do Unicentro Newton Paiva. Com estas informações tem como conseguir mais emails de alunos e colegas através dos sites das respectivas faculdades.

Tema que defende atualamente: que filhos de brasileiros nascidos no estrangeiro continuem tendo direitos e sendo considerados brasileiros. É incrível a preocupação dela conosco não?

Livro lançado: A Relação Extradicional do Direito Brasileiro

Fora Quintão, Diretas Já!

Olá queridos Ipatinguenses Humilhados. É chegada a hora de tomarmos atitudes mais drásticas caso o TSE não dê a posse ao Chico em Fevereiro. Caso isto não aconteça o Movimento Fora Quintão convida vocês a saírem nas ruas e pedirem Diretas Já!
O email abaixo foi enviado por Robinson Ayres, espero que apóiem, obrigado a todos que acreditam que a democracia tem de prevalecer!

[tab:Email de Robinson Ayres]

Olá Diego, seguem algumas opiniões sobre como devemos conduzir o movimento FORA QUINTÃO.
Unificar a cidade, precisamos sair para iniciativas de desobediência civil. Precisamos pensar: ou a justiça tira ou o povo tira, mais cedo ou mais tarde. Precisamos de ações de desobediência civil. Precisamos de um DESOBEDEÇA! NÃO PONHA IPTU NO CHAPELÃO, por exemplo. FORA QUINTÃO! DIRETAS JÁ! Abraços Robinson Ayres.

– As eleições de outubro, em Ipatinga, foram marcadas por um desejo popular que, evidentemente, definiu muitos milhares de votos na cidade. O Prefeito em exercício, Sebastião Quintão, com sua desastrosa administração 2004/2008, amealhou tamanha rejeição que o processo eleitoral foi definido mais por um rotundo e contundente FORA QUINTÃO que por um VOLTA CHICO…

Chico Ferramenta, para além de seu prestígio eleitoral e independente das dúvidas sobre suas possibilidades legais de assumir um mandato eventualmente conquistado, foi o depositário dos sufrágios que se denominam votos úteis (há os que duvidam, e muito, da utilidade desses votos).

A população, desejosa de ver o Senhor Sebastião Quintão pelas costas, votou em massa em Chico Ferramenta por ver nele o que mais tinha condições de derrotar Quintão. Derrotado nas urnas, Quintão depois de ver frustradas suas iniciativas e de seus laranjas para impedirem a candidatura de Chico, continua, a operar, através de um exército de advogados regiamente remunerados, de forma agressiva, junto aos tribunais da Justiça Eleitoral, objetivando a cassação do registro provisório do Candidato do PT e sua posse (dele), na condição de segundo colocado no pleito.

No apagar das luzes, consegue uma liminar que assegura sua posse. Na contramão da vontade popular que o derrotou e apesar de ter suas contas de campanha rejeitadas e ter sido declarado inelegível, em primeira instância, por três anos. Surdo aos gritos da vontade popular de FORA QUINTÃO! FORA QUINTÃO! vindo das arquibancadas do Ginásio da Usipa, naquela manhã de 1º de janeiro, com ouvidos monopolizados pelo sorrateiro ciciar de seus desejos inconfessáveis, sem pejo, empalma o poder municipal.

Diante dessa usurpação do mandato, a Coligação que elegeu Ferramenta, deslancha uma campanha indignação e passa, apoiada na defesa da soberania do voto popular, a mobilizar a população e a ocupar as ruas da cidade com a bandeira do afastamento imediato do Quintão e a posse também imediata de Chico Ferramenta e Lene Teixeira. Enquanto a população ecoa nas ruas a sua reivindicação de respeito às urnas com a posse do candidato eleito, Chico Ferramenta vai colhendo derrotas sucessivas no Tribunal Superior Eleitoral- TSE.. Derrotas que sinalizam que sua posse por decisão judicial, embora teoricamente possível, é uma conquista de possibilidades cada vez mais difícil, remota e improvável.

Aguarda-se a finalização do processo no TSE onde Chico tem colhido sucessivos fracassos e, caso de novo derrotados naquele Tribunal, nos restará apenas recursar ao STF que, sejamos realistas, dificilmente reverte-se uma decisão do TSE, a menos que seja uma decisão de caráter evidentemente absurdo.

Isto posto, é passada a hora de darmos uma outra condução ao nosso movimento. É hora de colocarmos no centro de nossas ações, efetivamente, o FORA QUINTÃO, conduzindo o movimento para uma bitola mais unificadora da Cidade. O afastamento do Quintão, somente o pessoal do Quintão não quer. A posse de Chico, seus eleitores querem. Agora, o FORA QUINTÃO é desejo, mesmo que não manifesto, da esmagadora maioria dos moradores de Ipatinga. É hora de articularmos com os outros partidos e candidatos um amplo movimento pela cassação do Usurpador de Plantão. É hora de a direção do movimento sair das mãos da Coordenação de Campanha e passar para as mãos, mais amplificadoras, do Partido.

Se em fevereiro, contrariando nossas mais pessimistas expectativas o Tribunal Superior Eleitoral decidir pela posse de Chico, ótimo. Mas se não for essa a decisão, devemos ter nosso povo preparado, unido e em movimento por um outro caminho para arrancar a administração de Ipatinga de sob o peso das patas do Usurpador. FORA QUINTÃO! É isso que nos une a todos. Arrancar a Prefeitura Municipal das mãos do Quintão com a posse do Chico ou com uma nova eleição na Cidade. Enfim, o povo de Ipatinga, já dá o seu recado: ou Chico de novo ou Diretas Já!
12 de janeiro de 2009 Robinson Ayres

[tab:DiegoLopes Chama o Povo]

Agora quem pergunta a vocês sou eu, DiegoLopes. Vejam algumas fotos da nossa belíssima e arborizada cidade. O Fazendeiro queria desmatá-la com o plano diretor e quase conseguiu. Por sorte um promotor embargou o plano. Vocês vão deixá-la nas mãos do Quintão, para seus filhos e netos correrem o risco de viverem em uma cidade que não será tão arborizada quanto hoje. Que fará dez vezes mais calor e será muito mais poluída?!

Acordem, Ipatinga é um Oásis num país de terceiro mundo, vamos às ruas!

20070512 05620070512 062

Parque Ipanema20070512 045

Parque IpanemaParque Ipanema

[tab:END]

ENCONTRADA A PROVA DE QUE QUINTÃO NÃO ADMINISTRA

Há um provérbio que diz: “Quem não limpa a própria casa suja a cidade”.

Os ipatinguenses estão perdendo a paciência com a falta de cuidados da administração municipal com a bela Ipatinga. A continuar assim, em breve, a nossa cidade poderá ser comparada a uma mulher linda, bem vestida e cheia de jóias que, de repente é acometida de Depressão e se torna maltrapilha, suja e desgrenhada.

Experimente contar quantos buracos você verá amanhã. Tente, também, contar quantos monturos de barro, terra, areia, galhadas você verá no seu trajeto. Depois me conte, se você não perdeu a conta. É verdade, está de perder a conta, de cansar de contar. (Aí um defensor incondicional do prefeito me diz: “o Quintão deu azar com a equipe dele, ele está pagando pela incompetência dela”. Não! Essa é um chute no cóccix. O cara não sabe que a equipe é o reflexo do líder. Aiaiai!).

Sabemos que a Dengue é uma calamidade no país e Ipatinga não foge a regra (agora mesmo tive notícia de que uma moça do Veneza estava com Dengue Hemorrágica, felizmente já está fora de perigo). As pessoas educadas e instruídas estão sempre evitando e corrigindo qualquer pequena possibilidade de colaborarem com a reprodução do mosquito transmissor que, sabe-se, pode depositar seus ovos em qualquer gota d’água. E o faz em água parada.
Mas, pasmem ipatinguenses! O Sr. Sebastião Quintão, prefeito desta nobre cidade, não integra esta comunidade. Parece que “ele saiu da roça mas a roça não saiu dele”. Lá na fazenda, bem administrada, a água é corrente por natureza e tem muitos batráquios para engolir os insetos. Mas, seu Quintão, aqui é cidade, num é roça não sô!

Se não bastasse tantos desmandos, tanto retrocesso e tanto desserviço; tantos exemplos de que estamos sendo humilhados e vilipendiados, vimos, agora, nos deparar com mais esta: foi encontrada a prova de que Quintão não está nem aí para o bem-estar, a saúde e a vida dos seus munícipes. Por quê? Porque bem no centro da cidade há um imóvel vistoso, de propriedade dele. Bem na esquina da Valentim Pascoal com Poços de Caldas, em frente a Pernambucanas. É a sede do “Projeto de Salvação” (que já faz tempo está fechado). Os passantes são atraídos pelo espelho d’água que circunda o imóvel e, inevitável, pensam: “oh! Senhor! Eis uma fábrica de mosquitos da Dengue. Uai! Mas este prédio é do prefeito, será que ele não se importa com a Dengue?”. E você ainda pergunta?

Este é o Quintão!!!

CHICO Delfino ou Sebastião QUINTÃO?

Qual deles você deseja ver como Prefeito de Ipatinga nos próximos quatro anos?

O primeiro, Chico Ferramenta, foi o mais votado, milhares de votos a mais, ganhou a eleição, foi diplomado, carregado nos ombros dos seus cabos eleitorais, comemorado com baile e em grande aglomeração em parque público, buzinaços e fogos de artifício. Lutou, feericamente, contra e pelo poder. Queria ser Prefeito pela 4ª vez. Foi, magistralmente, eleito. Ganhou o diploma mas perdeu a posse.

O segundo, Sebastião Quintão, perdeu a reeleição. Uma campanha fria. Sustentada por uma derrama de dinheiro. Sob uma chuva de acusações de corrupção. Com o título, já emitido pelo povo, de Pior Prefeito da História de Ipatinga. Um típico estereótipo de coronel rural de chapéu na cabeça em tempo integral. Um homem que não sabe ou não quer saber o que é “Estado Laico”. Pastor e Político dependendo da conveniência.

Estes são os dois protagonistas da novela política que se enreda em Ipatinga há três meses. Desde o dia seguinte à eleição em 05/10/2008. Algo bem parecido com a novela “A Favorita” da Rede Globo. Com a diferença fundamental de que os ipatinguenses sabem que a novela da TV finaliza daqui a poucos dias e que  não passa de uma ficção. Já a novela política de Ipatinga é real, deveria ter tido um FIM na última cena, a “Posse” do Prefeito eleito (ops!) no dia 1º/01/2009. Mas, uma falha do “Script” (leia-se: “Leis Eleitorais Brasileiras”) e fraqueza da “Direção” (leia-se: “Judiciário Brasileiro”) deixou os espectadores ipatinguenses com a sensação de que assistiram um FIM mal finalizado. Aquele FIM reticente, que é uma “deixa” de que o FIM “não ficará bem assim”. De uma forma ou de outra!

Por que “de uma forma ou de outra”? – Ora, porque toda história mal começada e mal finalizada fica imponderável. Se ficar da forma como está deixará uma sensação de indefinição, se a forma for modificada  a sensação permanecerá. O espectador/eleitor sente-se ludibriado e frustrado. Seja ele eleitor do primeiro candidato, do segundo, da terceira e mesmo o não eleitor, ou seja, todos os ipatinguenses.

Afora, os que têm “interesses pessoais”, tirante os “radicais e fanáticos” e excluídos os “simplórios encabrestados pelo populismo”; o restante dos cidadãos desejavam e desejam reescrever a história e após o último ponto carimbar, com a tinta mais impregnante que houver, a palavrinha imperativa e defintiva: FIM.

Ou é Chico ou o povo exige nova eleição

Recebi hoje um Boletim Informativo do “Movimento Ipatinga”. Quem enviou foi o Robinson Ayres, que já foi vereador daqui.

Vale lembrar que o pessoal do Quintão, apesar do cabeçalho (rsrsrs)  se quiser se defender, também terá seu post publicado aqui.

Eis o texto que recebi na íntegra…

Diego, leia o nosso manifesto. Favor divulgar:
AQUI ESTAMOS
Boletim Informativo do
Movimento Ipatinga, Nossa Cidade – Janeiro/09 – n° 2

BASTA:
IPATINGA EXIGE RESPEITO!

Os resultados das eleições de outubro foram golpeados pelos que pensam que o dinheiro tudo pode. Contra a vontade do povo, Quintão é o prefeito de Ipatinga. Um golpe judicial, irresponsavelmente, entrega a administração do município nas mãos de um cidadão rejeitado pela esmagadora maioria dos seus moradores.

Com manobras judiciais, os golpistas de plantão tentaram, primeiramente, impedir que Chico Ferramenta disputasse as eleições. Mas a Justiça frustrou suas intenções.

A candidatura de Chico foi registrada e o povo de nossa cidade, consciente do que é bom para Ipatinga, impôs, nas urnas, uma derrota inquestionável ao principal representante dos golpistas de plantão.

Nas urnas, os votos dos ipatinguenses gritaram, bem alto:

FORA QUINTÃO!

Mas os poderosos não desistem. Eles são capazes de tudo para atender aos seus interesses.

Com a colaboração de certos órgãos de imprensa, promoveram uma campanha sistemática de manipulação da opinião pública, semeando em todos a incerteza quanto ao futuro da Cidade.

Num verdadeiro arrastão junto à justiça eleitoral conseguiram, na última hora, a peso de ouro, impedir a posse de Chico Ferramenta e Lene Teixeira, democraticamente eleitos pela maioria do povo de Ipatinga.

BASTA!

Com a cumplicidade de certos juizes que nada conhecem da nossa Cidade, de nossa gente e da nossa história, os verdugos conseguiram dar posse àquele que foi derrotado fragorosamente nas urnas e cujas contas eleitorais foram rejeitadas, tornando-o inelegível por 3 anos.

Foi dada posse a um candidato com extraordinária taxa de rejeição que obteve o voto de menos de 30% do eleitorado da Cidade e não mais de 36% dos votos válidos. Um candidato derrotado por uma diferença de 15 mil votos.

A vontade popular foi aviltada! E a isso o povo diz: BASTA! Não toleraremos uma administração autoritária, despótica, corrupta e incompetente. Uma administração medieval, fundamentalista, que, numa afronta direta à Constituição do País, desconhece que a religião, no Brasil, está separada do Estado desde a proclamação da República.

O POVO QUER:
CHICO DE NOVO

Acreditamos na Democracia. Ainda acreditamos na Justiça. Esperamos que nossos Tribunais corrijam o erro da decisão de um juiz que desconheceu o resultado das eleições e a soberania popular manifesta nas urnas e nas ruas. Com certeza, desta vez, aplicarão a Lei, considerando, em sua decisão, os interesses de nosso povo, interesses presentes e interesses futuros e, mais uma vez, farão justiça, recolocando as coisas no trilho das decisões democráticas e coerentes com um verdadeiro Estado de Direito. Afastarão de imediato o Usurpador da Prefeitura e darão posse, também imediata, a Chico Ferramenta e Lene Teixeira, legitimamente eleitos pelo povo, em 5 de outubro.

DIRETAS JÁ !

Enquanto a democracia e a justiça não prevalecem, que todos fiquem alertas e manifestem seu repúdio e descontentamento a tamanho golpe e vilanias.

A história da democracia de Ipatinga foi enxovalhada. As eleições de Ipatinga só serão revestidas de legitimidade e de legalidade, quando a vontade popular for respeitada e prevalecer o acatamento às suas decisões soberanas. Só assim o processo eleitoral e nosso voto terão valido.

Ou é Chico de novo ou o povo exige nova eleição.

Como e onde protestar contra o Quintão ter tomado posse

Aí galera, estou montando uma lista pra quem quiser protestar contra o Quintão, pela mídia ou instituições. Se protestarmos chamaremos a atenção do Brasil inteiro para Ipatinga. É preciso que todos saibam dessa situação: um  prefeito que tomou posse sem ter sido eleito. O fazendeiro tirano está usurpando o poder. Se alguém tiver mais sugestões para a lista é só falar, OK?!

Para incentivar vocês a protestarem vale lembrar que você provavelmente deve ter algum amigo ou parente que está sendo ou já foi ameaçado. de algum modo O ladrão já tentou desmatar quase toda a cidade. Nossas ruas mais parecem um queijo. A cidade está suja. Não tivemos nenhuma luzinha de Natal. O desvio de verba dele é muito maior que o do Chico. E até a última vez que olhei estavam tramitando 282 processos contra ele no TSE, agora deve ser mais.

Ipatinga, comunidade do Orkuturl da comunidade

Meu voto é o que vale, comunidade do Orkuturl da comunidade

Proteste Já, do CQCsiteEnviar Email

Jornal NacionalsiteEnviar Email

Jornal MGTVsiteEnviar Email

Rede Minassite[email protected]

Café com Notíciassite[email protected]

Blog do Noblatsite[email protected]

Mírian Leitãosite[email protected]

Jornal HojesiteEnviar Email

Prefeitura de IpatingasiteEnviar Email

Câmara Municipal de Ipatingasite – Site fora do Ar

OAB-MG (Ordem dos Advogados do Brasil de MG)siteEnviar Email

AMAGIS (Associação dos Magistrados Mineiros)siteLista de contatos do pessoal da AMAGIS

Quintão não administra a cidade depois da derrota

A cidade de Ipatinga, pólo do Vale do Aço. Uma das mais importantes do país. Detentora de um IDH invejável. Verde por todos os lados. Infra-estrutura avançada. Planejamento futurístico. Saúde com padrão de países ricos; Educação ídem. E ainda haveria muito mais se a finalidade aqui fosse fazer a lista completa. Mas não é. Infelizmente, a finalidade aqui é denunciar o estado de abandono em que ficou a cidade desde outubro, quando o prefeito Quintão perdeu a eleição.
De lá para cá, parece que ele deu ordem para sua “equipe” (que fez pouco e mal durante quatro anos) fazer o mínimo. A cidade está entregue às traças. Desde que cheguei aqui há 22 anos, nunca havia visto esta cidade, tão rica e poderosa, ser tão diminuida e constrangida (que ironia! logo o prefeito que foi eleito com o slogan: “quero fazer por esta cidade tudo o que ela fez por mim e por minha família” . Quem o elegeu (inclusive eu – voto de protesto – “que vergonha!” – mas a gente tem sempre que tentar.) está se perguntando agora: “o que esta cidade fez de tão mal a esse sujeito e à sua família para ter esse “troco”? –
Alguém já viu uma cidade deste porte não ter uma decoração de Natal? Pois é esta a maior prova de desinteresse com a administração da cidade. Até as crianças repararam. Uma perguntou: “uai, aqui não tem Natal?
Onde está o prefeito?
Alguns respondem: “deve estar internado em uma clínica de doentes mentais”.
Ora, que doente mental que nada. Antes fosse. Muitos doentes mentais são produtivos, inteligentes, simpáticos, honestos, cultos. Qualidades muito distantes desse ridículo senhor, que em maldita hora, tomou uma infeliz decisão de se arvorar de político e adminisrador público, vindo a ser eleito e causando este mal irreparável e incomensurável a esta querida e saudável Ipatinga.
Doente mental? Rá-Rá-Rá-Rá. Só se o diagnóstico for: “Obsessão Compulsiva em Acumular Patrimônio e Poder por Meios…”. Complete você meu caro conterrâneo honesto e trabalhador. Eu, peço licença, estou correndo para vomitar no vaso sanitário.

Buracos tapados com barro e brita em Ipatinga

Eu sou ipatinguense, estou indignado e envergonhado!
Com quê?
Com muita coisa!
Infelizmente, de alguns anos para cá a coisa tá ficando esquisita por aqui.
Antes, éramos referência, até internacional, em muita coisa. Motivo de orgulho para os cidadãos daqui. Agora, a coisa desgringolou. Estamos indo, do caderno especial para as paginas policiais. É notícia ruim uma atrás da outra.
O que tá em foco agora?
Neste momento o que tá envergonhando é o fato de a PMI – Prefeitura Municipal de Ipatinga – estar usando barro com brita, não você não leu errrado não, é isso mesmo: Barro com Brita. Já pensou o que significa isto? Uma cidade com um orçamento desse ( não vou dizer quanto, pesquise você mesmo, vou adiantar que o número é grande prá caramba) e, valha-me Deus! A PMI (“Nunca na história desta cidade aconteceu isso“) está usando Barro com Brita para tapar os buracos das ruas e avenidas e até da BR. Dá pra acreditar? Isto é um absurdo!
O povo de Ipatinga precisa se revoltar (como fez um povo vizinho nosso) e ir para as ruas gritar contra este desmando.
Ora, nós pagamos impostos. E não é pouco não! E Ipatinga tem uma das maiores arrecadações de MG e até do Brasil. É de matar de inveja 80% dos municípios do país. E para quê? Prá gente ter que ficar espirrando barro com o pneu do carro? Parece brincadeira de criança. Assim não dá!
Sabe porque nós estamos vivenciando uma situação dessa? Porque nós estávamos de saco cheio do PT (com razão) e fomos eleger um fazendeiro corrupto, chapeludo, que bate em cavalo com a bíblia e toca berrante. Oh! Jesus Cristo, tenha piedade, onde foi que nós pecamos tanto, para merecermos uma merda desta?

Já que este blog foi o que teve maior audiência dentre os que fizeram campanha contra o Quintão, me sinto no direito…

Prezado Lacerda,

Temos uma proposta de lei para o senhor aprovar:

Dê-nos acesso à Internet banda larga gratuita, assim poderemos marcar visitas em postos de saúde sem sair de casa. Poderemos olhar a nota de nossos filhos pelo sistema que o senhor patrocinará. Teremos uma programação de qualidade: seriados, filmes, jornais e telecurso não só às seis da manhã. E por que não assistir a “novelinha a hora que eu quiser”?

Aproveite, e patricine, alguns softwares livres para serem usados pelo governo. Me dói demais ver bons programadores brasileiros tendo que usar Nike por não terem dinheiro para Havaina. Honremos o que é nosso.

Senhor Aécio,

Já que o seu parceiro investirá em softwares regionais, use o exemplo dele e implante no resto do Brasil, use a Internet como modificador social. Um site de caronas ligado à comissão de bairro cairia bem. Já pensou?! As comissóes de bairro sendo patrocinadas pelos pela publicidade do próprio site que ensina as pessoas: parceria do governo com youtube.

E já que o desenvolvimento tecnológico parace melhorar a qualidade de vida a um ponto que não precisemos ser nômades(mudar em busca de melhor qualidade de vida), cuide das florestas, elas farão jus ao preço de nossa terra. Qeremos raízes, queremos história. Já saímos da África, QUEREMOS A GLÓRIA!

E já pensou se isso tudo for possível mesmo? E eu fico ali sonhando, voando alto… bem perto do céu.

Chega de “quintão”, este assunto agora é com o TCU!

(Deixei de assinar muita coisa aí para trás e aí os colaboradores pensavam que o Post era do Diegolopes. De agora em diante passo a assinar com a rubrica Jass.)

-Chega de “quintão” ( a inicial minúscula é de propósito), este assunto agora é com o TC e com a PF. O TC vai querer a contabilidade da PMIpatinga nos quatro anos, fechadinha. Se ninguém viu como, nem em que, toda a dinheirama foi “aplicada”, vai ser difícil! A PF vai querer saber onde a dinheirama está “aplicada”. O jornal Estado de Minas já andou apontando um lugar chamado Nova York. Parece que o filho que diz ter estudado nos EUA(… e a mídia investigativa andou publicando que estudo passou longe, que o diploma que ele trouxe é frio) andou aprendendo bem “otras cositas”. E, aí vem a lembrança daquela enorme gafe e a consequente pergunta que não quer calar: “Como alguém que tem o privilégio de fazer um curso superior nos EUA desconhece os fundamentos básicos da história da ditadura militar no Brasil? Um fato recente, que os próprios pais fazem questão de lembrar e explicar para os filhos, um fato tão monstruoso que os pais querem exorcizar e querem previnir aos seus filhos de que nunca permitam que aquilo se repita em nosso país. Como um deputado federal, que não teve a infelicidade de ser vítima dos “anos de chumbo”, não foi fazer uma pesquisazinha básica na biblioteca da Câmara Federal ou do Senado? Ou não digitou duas palavras básicas em qualquer “site de busca”: ditadura militar? ( a resposta básica seria: “…era gente fardada ‘cuidando’ de prender, torturar, matar, exilar, gente vestida de civil”), ou ainda, por que não aproveitou aquelas longas horas de ociosidade tão comuns aos políticos brasileiros, intervalo para o cafezinho, paralização para isso e para aquilo, o tempo na barbearia da Câmara, no Médico da Câmara, no clube da Câmara, no sítio da Cãmara, no avião da Câmara, ufa! Enfim em todo aquele infinito tempo ocioso que só os políticos têm, enquanto os pobres mortais trabalham para pagar os infinitos impostos que eles produzem para eles mandarem para os “paraísos fiscais”; por que nessas horas ele não puxou um papo com um dos colegas da ociosidade, daqueles que viveram no tempo da ditadura militar, e perguntou a eles:”Ô fulano o que foi mesmo essa tal de ditadura militar? Não me olhe com essa cara, é que eu era uma criancinha e não me lembro de nada e quero saber o testemunho de alguém de confiança como você”. Pronto, sem precisar ir à biblioteca, sem precisar respirar o pó dos jornais da época, sem precisar ir à livraria, sem precisar digitar duas palavras no “Google”, ali mesmo, de sopetão, na confortável poltrona do avião, na confortável cadeira da barbearia, no confortável mesanino do restaurante do clube de golf. Sem precisar gastar sequer uma mísera Kcal, ele poderia ter economizado milhões de neurônios (e, pensando bem nem precisava gastar os neurônios tão preciosos dos colegas, poderia aprender muito mais ainda e gastando os pobres neurônios de “gente como a gente”, um destes: barbeiro, garçom, engraxate, médico, alfaiate, aeromoça, motoristas, secretárias, podóloga, sauneiro, centenas de “auxiliares de serviços gerais”, mendigos/se ele já tiver visto algum ou acreditar que eles existem/), qualquer um destes(porque quem é “cuidado” ou “cuida” dessa gente, sabe que eles sabem) lhe daria uma lição sobre aquele periodozinho básico da história do Brasil e o teria poupado daquele vexame hitórico e, com certeza, teria perdido de menos um pouquinho. Mas, “gente que não cuida” de estudar e fica fazendo gazeta para aprender tudo sobre paraíso fiscal, como o papai mandou, acaba sendo reprovado pela “Gente que cuida” de por o voto nas urnas. Gente que “cuida” de dizer não para gente que não sabe “cuidar de gente”.

É gente, não teve jeito acabei ficando no assunto que teima em não sair da nossa memória. E ainda dizem que brasileiro não tem memória!

– Vídeo em que Leonardo Quintão é questionado sobre o depoimento que deu ao Jornal “O Tempo”. Presos políticos da ditadura sendo comparados a presos comuns.

[youtube]http://br.youtube.com/watch?v=JxFBBS6QWg8[/youtube]

– Vídeo em que Leonardo Quintão é questionado a respeito de seu “diploma”.

[youtube]http://br.youtube.com/watch?v=h_fFpDB89G0[/youtube]